Lançamento de vídeo sobre o Haiti marca abertura do curso “O Estado Financeirizado e a Dívida Pública” em Porto Alegre

Amanhã (11), às 19h30, será lançado na sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), em Porto Alegre, o vídeo “Haiti – 100 anos de Ocupação”. O lançamento marca o início do curso “O Estado Financeirizado e a Dívida Pública” que acontecerá nos dias 12 e 13 seguintes. A iniciativa é da rede Jubileu Sul Brasil, em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Amigos da Terra Brasil e o Movimento de Trabalhadores/as Sem Teto (MTST). São apoiadores da iniciativa: CAFOD, Fastenopfer, PACS, CESE, Adveniat e DKA.

O vídeo, feito pelo coletivo Memória Latina e rede Jubileu Sul Brasil, faz parte da Campanha de Solidariedade com o Haiti que, há 11 anos, está ocupado pelas tropas da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah). Trata-se de um documentário de denúncia sobre diversas violações que vêm afetando o povo haitiano.

O trabalho conta com depoimentos de lideranças, representantes de movimentos sociais, homens e mulheres que luta dia a dia pela soberania do pais e o oferece todo um panorama do que realmente acontece no Haiti desde que as tropas – sob comando brasileiro – ocuparam a ilha caribenha.

Como debatedores deste momento estão o historiador Miguel Borba de Sá (Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul – PACS, e rede Jubileu Sul Brasil); Cláudia Favaro – MTST/RS; Alix Georges, Centro de Orientação aos Haitianos; Lucia Ortiz (Amigos da Terra Brasil); e Rosilene Wansetto (Jubileu Sul Brasil), como coordenação.

O curso

O curso tem por objetivos promover uma reflexão sobre a formação do Estado, os processos de financeirização e o endividamento público, visando o fortalecimento de lideranças nas comunidades, tendo em vista a construção de alternativas para o desenvolvimento de ações locais e regionais.

Entre os temas desta edição do curso em Porto Alegre estão: “A Formação do estado e sua atualidade”, “O Estado e a atualidade do endividamento (federal, estadual e municípios) – quem paga a conta?”; “A financeirização da Natureza e dos bens comuns” e “ A alternativa socioeconômica para o enfrentamento de forma crítica dos impactos cotidianos do modelo atual, da ação do Estado, para instrumentalizar as lideranças no trabalho de formação”.

Ao longo deste ano, várias edições do curso “O Estado Financeirizado e a Dívida Pública” aconteceram em Brasília, São Paulo, João Pessoa e Fortaleza, e está sendo realizado um no Rio de Janeiro em quatro módulos. A proposta é ampliar o tema para segmentos. Para o ano que vem está sendo planejado a realização do curso voltado para mulheres com a temática gênero e financeirização, em São Paulo.

Para ver a programação completa:

ttps://www.facebook.com/events/806892192790650/

Para mais informações: jubileusulbrasil@gmail.com

Para contatos com a imprensa: Cláudia Fávaro (51) 81586405 e Agnes (51) 82635020

A seguir

Direitos Humanos em 2015 – anúncio e denúncia

Direitos Humanos em 2015 – anúncio e denúncia