29 de março tem mobilização pelo Dia Internacional de Solidariedade com o Haiti

O Haiti mais uma vez atravessa uma crise muito profunda. Atualmente, o elemento central é a luta contra a ditadura imposta pelo ex-presidente Jovenel Moïse que encerrou seu mandato presidencial em 7 de fevereiro deste ano, porém, continua mantendo sua posição, com o apoio do imperialismo norte-americano e da Organização dos Estados Americanos (OEA).

É por isso que uma grande maioria da população segue firme nas ruas lutando para acabar com este regime à margem da Constituição, que foi conquistada com grande esforço em 29 de março de 1987, após a derrubada da ditadura Duvaillier.

Esta crise institucional faz parte de uma onda de violência que inclui ataques contra jornalistas, diversos massacres em bairros populares, assassinatos e detenções arbitrárias de opositores, além da detenção de um juiz do Tribunal de Cassação e a criação de centenas de grupos armados que semeiam o terror sobre todo o território nacional e que respondem ao poder.

Vale destacar o papel terrivelmente negativo da ocupação militar pelas tropas das Nações Unidas por meio da MINUSTAH, bem como das operações para prolongar a situação de tutela por meio da MINUJUSTH e da BINUH, que também são responsáveis ​​pela crise social e política do Haiti.

Por isso, apoiamos a luta do povo haitiano e conclamamos as organizações, partidos, sindicatos, movimentos populares, redes e todos os que se identificam com os povos que lutam contra a opressão imperial e ditatorial em qualquer parte do mundo a expressar sua solidariedade no dia 29 de março para:
– Implementar uma campanha de mídia social com fotos e vídeos com as hashtags #NoDictarshipHaiti #DownWithUSImperialism #LongLiveHaiti;
– Apresentar abaixo-assinados e cartas às instituições governamentais de cada país, denunciando a situação no Haiti e exigindo que o governo ditatorial de Moïse não seja reconhecido. Para adicionar a assinatura de sua organização, inscreva-se aqui até 28 de março: https://forms.gle/nuKPsiAkgzrpCw34A

Somente o povo haitiano pode decidir sobre seu futuro, sem ditaduras ou intervenções imperialistas.

Basta de interferência imperialista no Haiti! Pela democracia e soberania!

#NoDictarshipHaiti #DownWithUSImperialism #LongLiveHaiti
#HaitiLivre

A seguir

Jubileu Sul/Américas lança Campanha por Justiça Socioecológica

Jubileu Sul/Américas lança Campanha por Justiça Socioecológica