Tribunal Popular sobre os 100 anos de ocupação receberá acusações até 28 de julho

Por Alterpresse

O próximo dia 28 de julho de 2017 é a data limite para recebimento de acusações ao Tribunal Popular simbólico convocado para examinar os 100 anos da primeira ocupação estadunidense no Haiti (1915-2015). Esta iniciativa vem sendo levada adiante por diversas organizações sociais.

De janeiro a fevereiro de 2017 se realização visitas através dos diferentes departamentos para a criação de comitês departamentais, segundo informou o representante do Comitê da Direção e Coordenação do Tribunal Popular, Camille Chalmers, durante uma coletiva-debate ocorrida no último dia 17 de janeiro, da qual a agência Alterpresse participou.

De acordo com Chalmers, entre fevereiro e maio deste ano acontecerão as acusações com base em depoimentos, investigação científica e documentação proporcionada pelas regiões e setores. O julgamento contra os 100 anos de ocupação estadunidense começará desde o momento em que as acusações forem recebidas pelo Tribunal. A proposta é que a partir do recebimento seja montado um calendário para as audiências formais.

Espera-se centenas de audiências em todo o território para que o trabalho de educação popular possa se aprofundar. O Tribunal trabalhará de forma permanente depois de receber oficialmente todas as atuações, segundo informou Chalmers.

Ao invés de fazer o Tribunal um evento isolado se decidiu definir um processo que começou com a difusão de uma petição assinada por 350 organizações, seguida de uma Assembleia realizada no dia 12 de julho do ano passado – o que ajudou a estabelecer um comitê de direção e coordenação do Tribunal. Informou, ainda, que a sentença do Tribunal Popular simbólico será pronunciada no dia 28 de julho de 2018.

O objetivo também é que haja um Tribunal Permanente dos Povos para escutar outras temáticas e realizar processos sobre novos sujeitos. A realização está prevista para acontecer em várias cidades. Especialmente nas cidades que tiveram um papel importante na resistência e na luta contra a ocupação, como Cabo Haitiano (norte), Hinche, Marchand Dessalines e Les Cayes (sul).

A notícia completa em espanhol traduzida por Haiti no Minustah em:

http://jubileosuramericas.net/tribunal-popular-sobre-los-100-anos-de-ocupacion-recibira-acusaciones-hasta-el-28-de-julio/

 

A seguir

Cresce adesão contra a entrega da Base de Alcântara aos Estados Unidos

Cresce adesão contra a entrega da Base de Alcântara aos Estados Unidos