Parcerias ampliam articulação internacional do Jubileu Sul

Para contribuir no processo de articulação internacional para defesa dos direitos humanos, o Jubileu Sul tem parceria com o Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACS),  uma das organizações membro da Rede. 

Selecionado para apoiar a organização e articular o núcleo de relações internacionais, o PACS tem acompanhado, monitorado e fortalecido as alianças da Rede não só no Brasil, mas também com organizações de outros países, ampliando as forças para embate por outro modelo de desenvolvimento. 

Entre os resultados dessa parceria, está um estudo que contempla um mapeamento de áreas prioritárias de atuação, decisão e articulação internacional, elaborado para municiar e informar as próprias organizações que integram o Jubileu Sul.   

Já em parceria com o Diálogo 2000, na Argentina, outra ação é da Autoconvocatoria por la Suspensión del Pago e Investigación de la Deuda (Auto convocatória pela Suspensão do Pagamento e Investigação de Dívida), que promove discussões e mobilizações em torno do tema.

Criado em 1997, o Diálogo 2000 é uma iniciativa que visa contribuir para a reflexão e ações coletivas junto a diversos atores sociais, buscando uma sociedade mais justa e solidária com base na integração dos povos e respeito aos direitos humanos e da natureza. 

Entre os eixos de atuação do Diálogo 2000 estão a promoção integral dos direitos humanos, a defesa da identidade e diversidade cultural, integração dos povos latinoamericanos para garantia de direitos e autodeterminação, e geração de alternativas voltadas à cidadania plena em lugar do modelo dominante de fome, desemprego, pobreza e destruição ambiental.

Neste escopo de atuação internacional, em conjunto com suas organizações membro e parceiros, o Jubileu Sul realizou a Semana de Ação Global Contra a Dívida e as Instituições Financeiras Internacionais (IFIs), de 10 a 17 de outubro, com uma série de atividades que ocorreram em contraponto às deliberações do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial, que se reuniu os dias 12 e 18 do mesmo mês.

Como parte da ampla programação, debates virtuais, exposições, a Assembleia dos Povos do Sul Global e o lançamento do estudo Endividamento, história de lutas e propostas alternativas para países da América Latina e Caribe, realizados com o engajamento das organizações da Rede não só região latino-americana e caribenha, mas também articulada com países da África e Ásia. 

A seguir

Ação de solidariedade às comunidades ribeirinhas na pandemia

Ação de solidariedade às comunidades ribeirinhas na pandemia