A “boiada” que tem passado é um rolo compressor na biodiversidade e nos Povos e Comunidades Tradicionais – Entrevista com Instituto PACS

Texto: Paulo Victor Melo | Especial para o JSB “Heróis laureados serão os que contaminam, adoecem, matam mais rápido a população”. “O negócio é o seguinte: negociata total! O patriota agora nem vende ou aluga o país. O novo patriota cede gentilmente as terras…” Os trechos da música Blá, Blá, Blá, cantada por Elza Soares e […]

Modelos energéticos priorizados no Brasil provocam injustiças socioambientais – Entrevista com Joilson Costa

Texto: Paulo Victor Melo | Especial para o JSB No mês em que se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente, é fundamental olharmos para as questões centrais que envolvem a agenda socioambiental no Brasil. Uma dessas questões é, sem dúvidas, a política energética, as disputas econômicas e de poder que se dão em torno dela […]

Enfrentar ideia de que desertificação é algo ‘natural’ é fundamental para garantia da biodiversidade e da justiça socioambiental

Por Paulo Victor Melo | Especial para o JSB Em 22 de maio é celebrado o Dia Internacional da Biodiversidade. Um dos temas fundamentais na perspectiva de preservação da biodiversidade e de garantia da justiça socioambiental diz respeito à desertificação. Estimativas recentes do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens e Satélites, da Universidade Federal […]

Projetos de Lei da grilagem aprofundam racismo ambiental e dívidas sociais do Estado com os povos e comunidades tradicionais. 22 de abril de 2020

Projetos de Lei da grilagem aprofundam racismo ambiental e dívidas sociais do Estado com os povos e comunidades tradicionais

Projetos de Lei da grilagem aprofundam racismo ambiental e dívidas sociais do Estado com os povos e comunidades tradicionais. Dia em que se completaram 520 anos do que muitos ainda insistem em chamar de “descobrimento” do Brasil. Se o 22 de abril de 1500 foi perverso para os povos originários, o de 2020 não foi diferente. Naquela quarta-feira, ao redor de uma grande mesa, o presidente da República e seus ministros promoviam um show de horrores. Duas falas foram extremamente emblemáticas neste sentido: o então ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse “eu odeio Povos Indígenas”; e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, convocou os seus colegas a aproveitar as atenções públicas focadas na pandemia para “passar a boiada” na área ambiental.

Agroimperialismo em tempos de Covid-19

Os setores do agronegócio estão ganhando na loteria com a Covid-19. Enquanto os lucros da pandemia continuam altos, o que chega às camadas inferiores da sociedade é devastação. As consequências são mortais. Uma nova onda de ajuste estrutural está a caminho, com foco no aumento dos investimentos estrangeiros no agronegócio e na exportação de commodities […]