Armas em vez de livros e remédios

Por Pe. Alfredo J. Gonçalves Que podemos esperar de um projeto político-econômico que facilita o acesso às armas e, ao mesmo tempo, restringe o orçamento destinado ao ensino superior, em particular nas ciências humanas, e corta gastos com a saúde da população mais carente? A partir dessa, insinuam-se outras perguntas: quem ganha e quem perde […]