Serviço Franciscano de Solidariedade faz adesão à Rede Jubileu Sul

Parceria fortalece trabalho da Rede na luta contra o modelo de endividamento e por direitos humanos

O Serviço Franciscano de Solidariedade (SEFRAS), organização da sociedade civil criada em 2000 pela Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, acaba de se integrar como membro da Rede Jubileu Sul. A adesão foi realizada neste 25 de setembro, tornando o SEFRAS mais um parceiro para fortalecer o trabalho em Rede no país.

Distribuição de alimentos realizada pelo SEFRAS. Foto: Divulgação/Facebook SEFRAS

O SEFRAS atua no oferecimento dos serviços sociais e ações humanitárias realizados pelos franciscanos no Brasil, atendendo diretamente cerca de 2 mil pessoas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Entre as ações, estão complementação escolar para crianças e cuidados na primeira infância, acolhimento e inclusão de migrantes, atividades socioeducativas e alimentação a pessoas em situação de rua.

O Serviço Franciscano de Solidariedade também atua na luta em defesa de direitos e melhoria das políticas públicas voltadas aos segmentos atendidos pela organização, e ainda em frentes nacionais e internacionais para articulação e proteção de defensores de direitos socioambientais na Amazônia brasileira, e na promoção de trabalho decente.

No contexto da pandemia de coronavírus, o SEFRAS promove a campanha #AçãoFranciscana, na qual acolhe, cuida e defende os grupos mais vulneráveis. Diariamente, o serviço garante alimentação de cerca de 10 mil pessoas.

No documento enviado ao Jubileu Sul Brasil, o diretor presidente do SEFRAS, o Frei José Francisco de Cassia dos Santos, explica que a atuação da organização neste período tem sido no sentido de mitigar os efeitos da pandemia, frente ao cenário em que se agrava a desigualdade social.

“Acreditamos em contribuir para a Rede Jubileu Sul na articulação e ampliação do debate realizado pela organização, sobretudo somar à força social na construção de alternativas firmadas na carta de princípios da Rede, como os direitos e necessidades dos povos, controle dos recursos naturais, da agricultura familiar, das florestas e comunidades”, afirma o Frei José Francisco.

Para a secretária executiva do Jubileu Sul Brasil, Rosilene Wansetto, “a parceria vem para fortalecer o trabalho que a Rede tem realizado na luta contra o modelo de endividamento e no embate em defesa dos direitos humanos”.

Uma colagem de palavras forma a frase: "20 anos Plebiscito da Dívida Externa". Ao fundo um há um girassol
A seguir

Comemoração e Memória: 8º do Grito dos/as Excluídos/as

Comemoração e Memória: 8º do Grito dos/as Excluídos/as