São Paulo – Cursistas do Grajaú e Alvarenga receberão certificados nos próximos dias 10 e 11 de setembro

Depois de um ano de formação em temas relacionados ao funcionamento da saúde pública no Brasil, os/as cursistas do Alvarenga (São Bernardo do Campo) e Grajaú, em São Paulo, receberão os certificados em cerimônias, respectivamente, nos próximos dias 10 e 11 de setembro. As formações aconteceram dentro da programação do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política. No Alvarenga, a entrega será na Igreja Imor. Já no Grajaú, a cerimônia será no CEU Navegantes.

O objetivo do projeto é contribuir para a melhoria do acesso dos grupos mais vulneráveis aos serviços de saúde pública (SUS), assegurando que os princípios e recursos estabelecidos na Constituição Federal para o direito à saúde pública de qualidade sejam garantidos para reduzir as desigualdades de acesso ao sistema de seguridade social.

Assim, através de assessorias, foram feitas formações em temas como: as formas de financiamento do Sistema Único de Saúde; o papel dos Conselhos de Saúde; as ameças que cercam o sistema público de saúde; a importância das lideranças e da participação social; como pode ser feito o controle social no âmbito da saúde pública.

“Antes do projeto nenhum tipo de conhecimento mais profundo ia para o bairro. Não podíamos encontrar respostas fáceis para os nossos problemas. A gente não tinha uma base para lutar pelos nossos direitos, não tínhamos respostas, agora podemos buscar respostas nos lugares certos, com orientação”. Com esse depoimento, Rosana Santos, Agente da Pastoral da Saúde, moradora do Cantinho do Céu, no Grajaú, e uma das integrantes do projeto, traduz bem o objetivo das formações.

Segundo Luiz Bassegio, coordenador geral do projeto, “o que se quer do projeto é que cada vez mais as pessoas com menos acesso à informação se empoderem e, com conhecimento, possam cobrar seus direitos, lembrando sempre que saúde não é um favor. É um dos direitos básicos garantidos em nossa Constituição”.

O projeto

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da Agência Católica de Cooperação Internacional da Inglaterra e país de Gales (CAFOD). É executado pelo Programa Justiça Econômica, do qual fazem parte o Grito dos Excluídos Continental, as Pastorais Sociais da CNBB, Pastoral da Saúde e Comissão Brasileira da Justiça e da Paz (CBJP). Conta, ainda, com parceria da rede Jubileu Sul Brasil.

Assessoria de Comunicação do projeto
Rogéria Araujo – 85.99169.2566 (WhatsApp) | (11) 95951.7068 |e-mail:comunica.direitosesaude@gmail.com

“O conteúdo deste documento é da responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, considerar-se que reflete a posição da União Europeia”

A seguir

Mensagem da Coordenação Nacional do Grito dos/as Excluídos/as 2016

Mensagem da Coordenação Nacional do Grito dos/as Excluídos/as 2016