Missão internacional vai até Honduras pedir justiça para Berta Cáceres

A Missão Internacional “Justiça para Berta Cáceres” chegou nesta quarta-feira em Honduras para realizar uma série de ações e dar mais visibilidade ao caso da liderança que foi assassinada em sua casa no dia 3 de março. A Missão, formada por representantes de diversos movimentos e organizações, ficará no país até o dia 20 de março. Hoje (17) se realizou uma entrevista coletiva, às 11h, no Centro Loyola, em frente ao edifício do Cedac, em Tegucigalpa.

De acordo com o comunicado, a Missão participará de reuniões com organizações dos movimentos sociais hondurenhos, além de visitar familiares de Berta Cáceres e a sede do Conselho Cívico de Organizações Populares e Indígenas de Honduras (Copinh), situada em La Esperanza, Intibucá. A situação fica ainda mais séria com o fato de mais um membro do Conselho ter sido assassinado no dia de ontem. Nelson García foi morto a balas.

A Missão é uma iniciativa das organizações hondurenhas como o COPINH, Rede Nacional de Defensores de Direitos Humanos em Honduras, além de pessoas, coletivos e organizações que se uniram em rede por solidariedade internacional ao povo de Honduras.

O objetivo é exigir esclarecimentos sobre o brutal assassinato da liderança popular e pressionar pela liberdade de Gustavo Castro, uma das testemunhas do assassinato de Berta que se encontra na Embaixada do México, em Honduras.

Fazem parte da delegação:
Miguel Urbán Crespo – Europa. Eurodiputado PODEMOS – Grupo de Esquerda Unitária Europeia, Esquerda Verde Nórdica GUE/NGL
Nora Cortiñas – Argentina, Madres de la Plaza de Mayo-Línea Fundadora
Pedro Arrojo – Espanha, Diputado de PODEMOS no Congresso.
José Olvera – México, UNT-CSA México, Unión Nacional de Trabajadores / Confederación Sindical de Trabajadores y Trabajadoras de las Américas
Beverly Keene  – Argentina. Coordenadora Diálogo 2000-Jubileu Sul Argentina, integrante da Campanha Global para Desmantelar o Poder das Transnacionais colocar fim à Impunidade.
Mirna Perla Jiménez – El Salvador. Ex-Magistrada da Corte Suprema de Justiça de El Salvador.
Brian Finnegan – Estados Unidos, AFL/CIO – CSA. Federação Estadunidense do Trabalho e Congresso de Organizações  Industriais.
Zulma Larin – El Salvador. Coordenadora da rede de Ambientalistas Comunitários e Coordenação da Alianças pela Governabilidade e Justiça.
Natalia Atz Sunuc – Guatemala. Amigos da Terra América Latina e Caribe (ATALC).
Gustavo Lozano – México.  Acadêmico e advogado da coalizão de movimentos sociais pela água e pela terra (MAPDER y REMA), em articullação com o movimento centro-americano.
Tom Kucharz – Espanha.  Assessor político da delegação do PODEMOS no Parlamento Europeu, integrante da Campanha Global para Desmantelar o Poder das Transnacionais colocar fim à Impunidade.
Miguel Ángel de los Santos – México, advogado da Rede Iberoamericana de Juízes.
Contatos:
misioninternacionaljbc@gmail.com

América Latina:
J. Elosegui (Radio Mundo Real / Amigos de la Tierra Internacional): 00598-98846967
Europa:
P.Pof (Podemos): 0034-618 154 002
M. Vargas (Campaña Global para Desmantelar el Poder de las Transnacionales y poner fin a la impunidad): 0034-662026497

A seguir

Nota JSB - PUNIÇÃO PARA OS ASSASSINOS DE BERTA CÁCERES SEGURANÇA E LIBERDADE IMEDIATA PARA GUSTAVO CASTRO

Nota JSB - PUNIÇÃO PARA OS ASSASSINOS DE BERTA CÁCERES SEGURANÇA E LIBERDADE IMEDIATA PARA GUSTAVO CASTRO