MCP realiza II Ciclo de Debates e Formação Popular no Conjunto Palmeiras, em Fortaleza (CE)

No próximo sábado, 15, o Movimento dos Conselhos Populares (MCP), entidade membro da Rede Jubileu Sul Brasil, realizará o II Ciclo de Debates e Formação Popular em uma das comunidades onde se articula, no Conjunto Palmeiras, em Fortaleza.

Homem desenvolve projeto de empreendedorismo
“Empreendedorismo: estratégias do capitalismo em crise e seus impactos na periferia e no movimento comunitário”

O tema da formação será “Empreendedorismo: estratégias do capitalismo em crise e seus impactos na periferia e no movimento comunitário”. O objetivo é debater a crise do trabalho, o empreendedorismo como ideologia de dominação, a dessacralização do trabalho, a autonomia, e sobretudo, pensar e compartilhar experiências que já estão acontecendo como alternativas autônomas às relações de trabalho capitalistas e individualistas.

Para Emanuela Ferreira Matias, uma das mobilizadora popular do MCP, tratar desse tema na comunidade é importante para que se possa avaliar os impactos do empreendedorismo na região, apontando o que avançou e retrocedeu desde a década de 90 até os dias de hoje, como também refletir sobre a desmobilização dos movimentos sociais no Conjunto Palmeiras que tiveram forte expressão na década de 80 na construção do bairro. Além disso, pensar alternativas, que de forma coletiva, mobilizem e gerem renda, trabalho sustentabilidade e mobilizações para a comunidade do Conjunto Palmeiras.

Para os organizadores do evento, o Brasil atravessa uma crise de muitas dimensões que perpassa não só a política, a economia, a sociedade, mas a própria existência. “Não se trata mais de uma ameaça: a morte, adoecimento e sofrimento, já estão sendo operados a todo vapor e nos afeta em cheio”, apontam os articuladores, em carta intitulada Projeto de vivências e reflexões proposto pelo MCP.

Outros ciclos de formação estão programados terão os seguintes temas:

-Estado e População
-Espiritualidade
-Capitalismo e crise ambiental

Os momentos de formação têm o apoio do Bé-Ruys-Fonds, organização alemã que apoia pequenos projetos de trabalho pela paz, justiça e integridade da criação, acolhida ecumênica e ajuda à refugiados, além do diálogo entre religiões, crenças e estudos teológicos da libertação. A Rede Jubileu Sul Brasil também apoia a iniciativa do MCP em realizar esse ciclo de debates e formação.

O II Ciclo de Debate e Formação Popular acontecerá, no dia 15 de fevereiro, na Associação dos Moradores do Conjunto Palmeira (Asmoconp), que fica na Avenida Valparaiso, 698 – Conjunto Palmares – Fortaleza/CE.

Veja abaixo a programação:

08:30 – 09:00 Acolhida e abertura
09:00 – 09:10 Introdução ao tema
09:10 – 10:10 Balanço das experiências Palmeiras
mobilização popular na construção do bairro empreendedorismo a partir do microcrédito limites: desmobilização etc.
10:10 Intervalo na discussão
10:30 A crise do trabalho e o empreendedorismo como armadilha para dominação dos pobres: quarta revolução tecnológica, capital especulativo, ideologias individualistas.
Relatos cotidianos dos impactos dessas transformações nas periferias
11:30 Alternativas: organização comunitária, autonomia
Experiências.
12:30 Informe sobre Plano Diretor Fortaleza.
12:50 encerramento e almoço.

Mais informações com Igor Moreira (85) 99714-0147/ Francisco Fernando (85) 98887-7310/ Francisco Vladimir (85) 997036769/ Emanuela Ferreira Matias (85) 986553817.

Povos indígenas ocupam congresso nacional em defesa do apoio irrestrito aos seus direitos originários. Contra ao PL que regulamenta mineração e empreendimentos em terras indígenas.
A seguir

Nota de repúdio contra o projeto de lei nº 191/20, que regulamenta a exploração de bens naturais nas terras indígenas

Nota de repúdio contra o projeto de lei nº 191/20, que regulamenta a exploração de bens naturais nas terras indígenas