Conselho de Imigrantes toma posse em SP com representação de 22 nacionalidades

Por Rede Jubileu Sul Brasil

O Conselho de Imigrantes de São Paulo para o biênio 2018-2020 está empossado. Representantes de 22 países tomaram seus lugares no último dia 16, durante cerimônia de posse aconteceu no auditório Franco Montoro, da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo.

Vinculado à Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Cidadania, o Conselho de Imigrantes é um órgão consultivo composto de forma paritária por representantes de oito secretarias municipais (Direitos Humanos e Cidadania, Cultura, Saúde, Educação, Assistência e Desenvolvimento Social, Trabalho e Empreendedorismo, Habitação e Prefeituras Regionais) e oito representantes da sociedade civil. Ele foi criado pela Lei Municipal 16.478/2016.

Conselho de imigrantes da cidade de São Paulo conta com representação de 22 nacionalidades | Foto da Prefeitura de São Paulo

Para a secretária adjunta da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Marisa Fortunato, a posse do conselho é fruto de um longo processo frente à necessidade de dar oportunidade aos imigrantes de participarem da política brasileira , uma vez que não têm direito a voto segundo a legislação brasileira. “Esse é um momento histórico que só pode se tornar realidade por vocês, imigrantes”, disse.

Participaram das eleições para o Conselho de Imigrantes 52 intenções de candidatura, das quais 40 foram validadas pela comissão eleitoral para as três categorias possíveis de inscrição: pessoa física imigrante, coletivos, associações e organizações de imigrantes e coletivos, associações e organizações de apoio a imigrantes. Nas candidaturas estavam representadas 22 nacionalidades de quatro continentes (África, Américas, Ásia e Europa).

Tomaram posse, pela sociedade civil, os seguintes conselheiros: Nour Massoud, Tang Wei e Yoo Na Kim (do segmento pessoa física imigrante); Diak Samba (Associação Senegalesa do Brasil) e Oriana Jará (Presença America Latina), representantes do segmento de coletivos, associações e organizações de imigrantes; Isabel Torres (Cami – Centro de Apoio e Pastoral de Imigrantes), Diego Meriguetti (Cáritas Arquidiocesana de São Paulo) e Letícia Carvalho (Missão Paz), representando os coletivos, associações e organizações de apoio aos imigrantes, e seus respectivos suplentes.

Além da secretária  adjunta da SMDHC, Marisa Fortunado, e dos conselheiros participaram da cerimônia de posse: João Chaves, defensor público da União em São Paulo; Andrea Zamur, coordenadora de Política para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da SMDHC; Zhang Yucheng, cônsul geral da China; Carlos Ortiz, cônsul adjunto do Peru; Sun Renan, cônsul geral adjunto da China; Maria Beatriz Nogueira, chefe do Escritório de São Paulo da Agência da ONU para Refugiados; e Nicolas Laitselart, cônsul adjunto da França.(com informações da Prefeitura de São Paulo)

A seguir

Com linguagem universal, Copa dos Refugiados começa em SP

Com linguagem universal, Copa dos Refugiados começa em SP