Começa colóquio internacional pela desocupação do Haiti

Começou ontem (17), em Porto Príncipe, o Colóquio Internacional pela desocupação do Haiti, convocado pelo Partido Reagrupamento Socialista de uma Nova Iniciativa e pela Plataforma Haitiana por um Desenvolvimento Alternativo (PAPDA), com a participação de diferentes representantes nacionais membros de organizações sociais e diversas expressões hatianas, além de participação de delegados de internacionais de países como Uruguai, Brasil, Nicarágua, Chile, França e República Dominicana.

Com as palavras introdutórias do companheiro Camille Chalmers, do PAPDA, que expressou a importância d encontro em um momento de profunda crise que vive o país, um momento para fazer um recordatório da memória histórica, olhar para o passado e ver os diferentes momentos de ocupação que vem sofrendo o país. 100 anos se completam, tropas norte-americanas que chegaram despojaram o povo, tropas de outros países que foram se somando a esta estratégia de controle e recolonização global que vivemo como país.

Mas esta recolonização não se vive no Haiti. Esse é um mecanismo que tem se aplicado em todos nossos povos. Ocupação através da história, de muitas formas mas com  mesmo objetivo: sustentar, reinventar o capital, resguardar os interesses do imperialismo.

O Colóquio é um momento de reflexão, se fará um recorrido histórico desses momentos que, como nação, temos tido, reconstruindo esta história, um modelo de ocupação que nos leva a dizer: Com botas ou sem botas, basta de ocupação!  Fora Minustah!

A seguir

Nora Cortiñas saúda Colóquio Internacional pelo Fim da Ocupação do Haiti

Nora Cortiñas saúda Colóquio Internacional pelo Fim da Ocupação do Haiti